Nada sabemos, nada esquecemos.

18/12/12

Anúncios

Teu jeito

Contaste-me histórias de instantes
Tão teus como o sorriso que venceu
A dor e os olhos brilhantes
Que a vida um dia te deu.

Tivemos um sol em tempo passadoTeu jeito
Que talvez nunca se tenha posto
Ainda que nuvens cinzentas do Fado
Tenham ousado esconder teu rosto.

Mentiria se dissesse saber
Quantos foram aqueles momentos
Que numa só sombra deixou ver
Tão simples e fiéis sentimentos.

Olho agora para trás de mim
Buscando o reflexo que acordou,
Julgando por mentira o fim
Do teu jeito que ficou.

14/04/13

Olhar em frente

Quero estar a todo instante
Em teu calor contagiante
Pé na areia, água-viva
Esse mar é energia

Coração fica gigante
Paisagem estonteante
Cheiro de flor, alegria
Mil sorrisos, pura vida

Pensamentos tão distantes
Lindos olhos de brilhante
Colorida luz do dia
Seja como for, seja aonde for

É tanta paz que dá vontade de cantar
É tanto amor que dá vontade de voar
É isso tudo que devemos preservar
Por favor faça agora, não é tempo de esperar…

Anda na pedra, corre pro oceano
Pérola do Sol, te amo
Anda na pedra, corre pro oceano
Pérola do Sol, te amo
Anda na pedra, corre pro oceano
Pérola do Sol, te amo
Anda na pedra, corre pro oceano
Pérola do Sol, te amo

«Glamour Tropical» – Natiruts

@16Maio/AulaMagna/Lisboa/MalPossoEsperar

Novos rumos

Em meus momentos escuros
Em que em mim não há ninguém,
E tudo é névoas e muros
Quanto a vida dá ou tem,

Se, um instante, erguendo a fronte
De onde em mim sou aterrado,
Vejo o longínquo horizonte
Cheio de sol posto ou nado

Revivo, existo, conheço,
E, ainda que seja ilusão
O exterior em que me esqueço,
Nada mais quero nem peço.
Entrego-lhe o coração.
.

«Fresta» – Fernando Pessoa