Fragmentos de mim

Sou o tempo.
Sou o espaço.
Sou o momento
Sem compasso.

Sou a vida despida
De qualquer moral.
Sou a sina perdida
Num sonho fatal.

Sou o sorrir.
Sou o chorar.
Sou o ir
E o voltar.

Sou o olhar profundo
De quem sempre pensa.
Sou um filho do mundo,
Lutando por sua crença.

Sou a voz grave.
Sou o silêncio que fala.
Sou o vôo de uma ave
Que o vento não embala.

Sou tudo isto
Ou até mesmo nada.
Certezas? Apenas uma.
A minha vida passada.

 

09/06/14

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s