O tempo do Amanhã

A escala em que medimos o nosso tempo está a mudar. Cada vez mais deixaremos de dizer que estivemos neste ou naquele sítio num dado dia, num determinado mês, em certo ano. A expressão de amanhã tenderá a ser “há três atentados atrás, eu estava naquele lugar“.

Houve o tempo

Houve o tempo
Em que o sorriso chegava
E enquanto o tempo parava,
Louco bastante eu te dava
O quanto te amava.

Houve o tempo
Em que tive como certo
O teu olhar deserto
De quem quer por perto
Alguém sempre desperto.

Houve o tempo
Em que a distância feroz
De um medo atroz
De que ficássemos sós
Tomou posse de nós.

Houve o tempo
Perdido num espaço,
Sem dor nem cansaço,
Selado num abraço
De um amor a compasso.

Houve o tempo
De um Querer comum,
Sem motivo algum,
Em que eu e tu
Fomos metades de um.

Houve o tempo.
Todo este tempo.
Ido com o vento.
Morto sem cabimento.
E o teu olhar era o meu alento!

30/03/15

É porque o tempo não volta atrás que não conseguimos seguir em frente.

25/05/13

Soneto Invertido

Fito-me. Fiel a mim mesmo.
O que não fui, nada o sou.
O pouco que tenho, tudo dou.

Pergunto-me. Fiz suficiente?Soneto Invertido
Sonhei. Como um louco.
Fui feliz, mas soube a pouco.

Vejo ao perto um novo ano.
E prestes a querer dar de si.
Sempre fora um mundano,
Quis sentir tudo o que vi.

Não tomo o tempo por inteiro.
Alimento-me pelo Momento.
As palavras não trazem dinheiro,
Mas levam-me ao sabor do vento.

01/01/13

Conto o tempo que passa

Conto o tempo que passa
De modo tão impreciso
Que não é certo para mim
Que ele passe.
Mas sei que passa
Pois ainda respiro.

Conto o tempo que passa
Por entre o que já vivi
E é tão fácil perder-me nele
Que nem eu acredito em mim.

Conto o tempo que passa
Enquanto eu passo por si.
Pergunto-me como serei
Quando o tempo passar por mim.

Conto o tempo que passa
Quando já nada tenho para contar.
Apenas as frescas memórias
Que em mim insistem em perdurar.

Conto o tempo que passa
Nos entretantos do que vivo.
E confesso não ser coisa fácil
Escrevê-los num só livro.

Conto o tempo que passa
Até que consiga encontrar-me.
Nem perto nem longe dos que amo…
Basta encontrar-me.

27/08/12